Não achei a matrícula do imóvel nos anexos. Na consulta amarela fala em testadas de 29.60m para Rua Cândido Xavier e 19.40m para a Av. Sete de Setembro.

Resposta:

Conforme explicado no edital, o terreno consiste em mais de um lote, os quais estão passando pelo processo de unificação. Dessa forma não existe uma matrícula unificada do terreno. A guia amarela deve servir somente como guia dos parâmetros para a edificação. As medidas que devem ser consideradas são as constadas no levantamento topográfico.

Gostaria de esclarecimentos acerca da possibilidade da participação de profissionais autônomos, sem a constituição de uma sociedade empresarial, no 2º Aberto de Arquitetura Weefor Arq.

Resposta:

Conforme edital, para participação no concurso é necessária parceria formal com uma sociedade empresarial, visto que o objeto principal do concurso é o contrato entre as partes para projeto executivo.

Gostaria muito de participar desse segundo concurso. Como obter todos os passos do processo. Terreno com estudo topográfico. Normas e Leis do Plano Diretor da Cidade e outros requisitos a serem seguidos como aprovação pelo Corpo de Bombeiros e Acessibilidade.

Resposta:

Conforme edital, todos os documentos acessórios para produção do projeto concorrente estão disponíveis em ambiente digital restrito, com acesso apenas às arquitetas e arquitetos inscritos no concurso. Após a sua inscrição, receberá um email com login e senha para acesso ao ambiente restrito, com link para os materiais.

Não entendi aonde está explicado e como faço para pagar a taxa de inscrição. Preenchi todo o formulário e somente no final apareceu a necessidade de pagamento da taxa.

Resposta:

Os dados para pagamento da inscrição constam no edital e na página de ‘Inscrições’ no site.

Gostaríamos de saber se alunos de arquitetura também podem oficialmente compor a equipe participante do concurso. Além de profissionais, também somos professores, e sempre procuramos estimular nossos alunos/estagiários.

Resposta:

Alunos podem participar das equipes, desde que as inscrições sejam feitas por profissional registrado no CAUBR, e sociedade empresarial também registrada e em dia com suas obrigações no CAUBR.

Onde encontro o formulário para dúvidas técnicas? Conforme edital, eu deveria encontrar um formulário exclusivo nesta página. Enfim, minha dúvida é se quando há compra de potencial (1/2), modifica o cálculo do afastamento da divisa? O texto do termo de referência (pág 23) ficou confuso para mim. – seria h/6, sendo h contado do piso do terceiro ao teto do oitavo pavimento?

Resposta:

O formulário para envio de dúvidas está na página inicial do site weefor.arq.br. O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba (edificacoes@curitiba.pr.gov.br).

Quantas pessoas podem participar ao todo? Podem participar mais de um escritório de arquitetura?

Resposta:

Não há limite para numero de profissionais inscritos como parte da equipe. A participação de um mesmo profissional, por dois escritórios diferentes de arquitetura, é vedada conforme item 4.2 do edital.

Pessoal, possuo empresa com CNPJ e cadastro pessoa física no CAU. No entanto, minha empresa ainda não está cadastrada no CAU. Tenho duas dúvidas: 1. Seria possível realizar o concurso e posteriormente realizar o cadastro no CAU? 2. Caso eu faça o cadastro da minha empresa no CAU, eu consigo fazer a inscrição, mesmo dentro do período de 30 dias que o CAU leva para avaliação da documentação?

Resposta:

Conforme item 4.1 do edital do concurso, apenas profissionais sócios ou formalmente parceiros de escritórios de arquitetura (sociedade empresarial com finalidade específica), devidamente registados e regulares no CAU/BR, poderão participar do certame, por determinação do comitê organizador.

O objeto principal do concurso prevê a contratação da empresa vencedora, para realização do projeto executivo da edificação. Por esse motivo, é de suma importância o registro devido e em dia com suas obrigações junto ao CAU/BR.

Embora profissionais autônomos também possam firmar contratos, a orientação da Weefor é para que sejam empresas constituídas, que garantam atendimento a diversos pontos do edital.

Em contato com alguns colegas arquitetos, tenho percebido que, assim como eu, muitos se frustraram pelo critério restritivo imposto na inscrição no concurso, o qual é reduzido apenas a arquitetos com CAU de pessoa jurídica. Considerando que uma das propostas da Weefor é justamente a democratização da boa arquitetura, vejo isso como um impedimento para os demais profissionais autônomos, e escrevo para que possamos abrir uma discussão sobre o assunto. Agradeço desde já.

Resposta:

Obrigado por suas considerações. É sempre importante para nós todos os debates acerca do concurso.

Conforme item 4.1 do edital do concurso, apenas profissionais sócios ou formalmente parceiros de escritórios de arquitetura (sociedade empresarial com finalidade específica), devidamente registados e regulares no CAU/BR, poderão participar do certame, por determinação do comitê organizador.

Isso se dá pois o objeto principal do concurso prevê a contratação da empresa vencedora, para realização do projeto executivo da edificação. Por esse motivo, é de suma importância o registro devido e em dia com suas obrigações junto ao CAU/BR.

Embora profissionais autônomos também possam firmar contratos, a orientação da Weefor é para que sejam empresas constituídas, que garantam atendimento a diversos pontos do edital.

De todo modo, agradecemos suas observações e poderemos pensar em um formato que atenda de alguma forma a participação de autônomos.

Parabéns pela organização do concurso, o material de apoio está incrível. Tenho uma dúvida em relação à compra de potencial. O cálculo do afastamento da divisa lateral muda com esse novo potencial ou permanece H/6 contando a partir do térreo?

Resposta:

O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba.

Somos Curitibanos e moramos na Europa e gostaríamos de participar do concurso. De que forma poderíamos participar estando dentro das regras do concurso? Podemos formar uma equipe apenas nós dois se reativarmos o CAU? Ou se não, podemos participar de uma equipe de Arquitetos e Engenheiros moradores em Curitiba, sendo apenas nos dois morando fora?

Resposta:

Para participação no concurso, conforme item 4.1 do edital, é necessário que o titular da inscrição seja residente no Brasil, esteja em dia com suas obrigações no CAU/BR, e seja responsável técnico ou sócio de escritório de arquitetura com sede no Brasil. Porém, vocês podem participar de concepção do projeto, dentro de uma equipe que contemple essas necessidades do edital.

Fiz a inscrição em meu nome e CNPJ, entretanto, faço parte de uma equipe de arquitetos independentes, devidamente registrados pelo CAU, e pretendemos realizar este projeto juntos. Gostaria de saber como funciona a inclusão deles na minha inscrição.

Resposta:

Não há problemas na participação de outros integrantes que não sejam formalmente parte de sua empresa. Você poderá registrar o nome de todos os envolvidos no sistema de entrega do projeto.

Sou um arquiteto peruano, posso participar?

Resposta:

Conforme item 4 do edital: Poderão ser Participantes do presente Concurso exclusivamente profissionais de arquitetura e urbanismo formal- mente cadastrada/os como responsáveis técnicos e sócias/os de escritórios de arquitetura com sede no Brasil e, obrigatoriamente, que contenham em seu objeto social a prestação de serviços de arquitetura e urbanismo, que estejam em situação regular perante o CAU – Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, sejam residentes e domiciliadas/os no Brasil, em pleno gozo dos direitos profissionais e em dia com as suas obrigações fiscais. Portanto, sua participação é possível, desde que tenha domicílio no Brasil e seja sócio ou responsável técnico de uma empresa com esta finalidade, e tenha, tanto pessoa física quanto jurídica, registro em dia com o CAU/BR.

Irei realizar a inscrição para o concurso com o meu escritório, e na equipe gostaríamos de incluir dois estudantes, porém, eles estagiam em outro escritório. Isso impede a inscrição deles?

Resposta:

Não há impedimento na participação deles, desde que o escritório em que eles estagiam não esteja também participando do concurso.

Uma dúvida em relação à consideração de área privativa. A área destinada a vaga de estacionamento entra na contabilização da área mínima de 5760 m² exigidos no edital?

Resposta:

“O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba.”

Haverá uma visita guiada ao terreno do concurso?

Resposta:

O local esta disponível para visitas, e devemos abrir visitas específicas em breve. As datas serão informadas aos inscritos.

Temos algumas dúvidas. 1) Vocês calculam 8 pavimentos. Isso seria Térreo + 7 pavimentos ou Térreo + 8 pavimentos? No caso da utilização da cobertura em unidades área comum, contabilizamos este pavimento como cobertura? 2) Podemos utilizar a cobertura para a criação de unidades tipo duplex? 3) Vocês calculam CA de 2,5 (que dá 5.373,50m2). Mas falam no termo de referëncia em ao menos 5.760 m2 de área privativa. E de de aproximadamente 10.200 m2 de área construída. Quanto devemos considerar de área privativa e construída?

Resposta:

“O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba. Quaisquer decisões de projeto que estejam de acordo com o edital e materiais anexos, podem ser inseridas caso seja decisão dos participantes”

Gostaria de esclarecimentos quanto a área construída informada no Programa de Necessidades do Anexo VI – Termo de Referência deste 2º concurso de arquitetura. É informada área total de construção (prevista) de 10.200m², sendo 5.760m² privativos. Contudo, de acordo com a Lei nº 15661/2020, que trata da OODC, é definido aumento máximo 0,5 no Coef. de Aproveitamento para ZR4 – Batel (Quadro I do Anexo I). totalizando 2,5 para o lote. Acredito haver outro índice aplicável para o lote específico do concurso, mas de acordo com as definições legais identificadas, há possibilidade de aplicar a área construída computável máxima de 5.373m², quase a metade da área solicitada nos certames do concurso.

Resposta:

“O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba. Quaisquer decisões de projeto que estejam de acordo com o edital e materiais anexos, podem ser inseridas caso seja decisão dos participantes”

No documento intitulado II-Guia Amarela, no item Parâmetros Gerais, na frase AFASTAMENTO DAS DIVISAS MÍNIMO: a compreensão da lei seria que se a edificação tiver no máximo 2 pavimentos, os recuos laterais são facultativos. e caso a edificação tiver mais do que 2 pavimentos, os recuos laterais devem seguir o padrão vigente, certo? Ou, a edificação com mais ou igual a 2 pavimentos, os dois primeiros pavimentos podem ter recuos laterais facultativos, resultando em uma base maior do empreendimento?

Resposta:

“O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba. Quaisquer decisões de projeto que estejam de acordo com o edital e materiais anexos, podem ser inseridas caso seja decisão dos participantes”

Gostaria de saber em relação ao ático se vocês tem alguma recomendação. Posso colocar ou não querem?

Resposta:

As escolhas dos projetos participantes são de escolha de cada arquiteta, arquiteto ou equipe inscrita, desde que atendam ao edital e ao material de apoio.

Olá. Não encontrei nos arquivos, menção à uso misto, ou comercial, por exemplo, no pavimento térreo. É uma premissa da incorporadora não possuir espaços comerciais neste projeto?

Resposta:

As escolhas das propostas em cada projeto ficam a cargo de cada arquiteta, arquiteto ou equipe inscrita no certame. Não há obrigação nem objeção determinada em relação a escolhas e/ou proposições para usos no pavimento térreo ou outras áreas, desde que de acordo com o edital e materiais de apoio.

O valor do contrato divulgado (350mil reais) é referente apenas ao projeto arquitetônico ou para todas as disciplinas? Imagino que essa informação esteja na Minuta de Contrato, na área restrita do site, mas pergunto pois a resposta é fundamental para que um escritório avalie a participação no concurso.

Resposta:

Conforme item 12 do edital, referente à premiação: O montante estipulado para o Vencedor se refere, conforme indicado no item 15, abaixo, à contratação para o desenvolvimento do seu projeto até a fase de Projeto Executivo e Liberado Obra, nos exatos termos da Minuta do Contrato integrante das Bases do Concurso, com a qual o/a Participante manifesta total concordância ao se inscrever para o certame. E conforme o item 4.1.: Enfatiza-se também que a coordenação e compatibilização dos projetos complementares não será de responsabilidade da/o vencedora/o, ao qual, porém, está assegurado o direito de acompanhar o andamento dos projetos complementares e da sua compatibilização com a arquitetura.

O motivo do contato é referente a minuta de contrato do concurso. Gostaríamos de obter esse contrato para saber das obrigações do escritório após vencer o concurso.

Resposta:

A minuta de contrato faz parte dos materiais anexos em área restrita aos inscritos no concurso. Ao se inscrever, terá acesso a este e outros documentos, conforme descrito no edital.

No termo de referência diz que o edifício deverá ter 8 pavimentos. E na tabela de áreas inclui-se o térreo + 8 pavimentos, resultando em um edifício com 9 níveis. Podemos seguir esse padrão?

Resposta:

“O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba. Quaisquer decisões de projeto que estejam de acordo com o edital e materiais anexos, podem ser inseridas caso seja decisão dos participantes”

A Live ficará gravada para consulta posterior?

Resposta:

A live do dia 25/05/2022 ficará disponível até segunda-feira, dia 30/05/2022

Eu gostaria de confirmar uma condicionante apresentada no termo de referência. No diagnóstico territorial, nos fundos do lote, está indicado um potencial acesso ao terreno que é totalmente tomado pelo raio de preservação de uma araucária. Considerando que a legislação não permite que nesse raio tenha qualquer tipo de uso ou pavimentação (nem mesmo recreação descoberta), este trecho do terreno ficaria inviabilizado, certo? Portanto, gostaria de saber se isso será atualizado no termo ou se a Weefor considera pedir a remoção dessa araucária.

Resposta:

O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei e de uso das áreas é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba. A Weefor não considera a remoção dessa araucária.

O edital cita que o uso misto é "incentivado", sem mais detalhes. Nossa dúvida não é legislativa e sim para o calculo de eficiência de incorporação. Algumas incorporadoras consideram a área de uso comercial como comum e outras como privativa. Como a Weefor trata essa área no quadro: privativa ou comum?

Resposta:

Caso seja proposto área comercial, ela pode ser considerada como área privativa.

Sobre a prancha 2, não cabem todos os desenhos mínimos solicitados na escala 1/200, mesmo cortando partes do terreno e/ou mostrando apenas partes das plantas, como proceder?

Resposta:

Uma nova versão do edital estará no ar (REVISÃO 03 – 01/06/2022) em breve, considerando um novo formato e exigências para as pranchas. Por gentileza, consulte a partir de 02/06 essa nova versão, em nosso site.

1°. O coeficiente de aproveitamento máximo, já considerando a compra do potencial construtivo, é de 2,5, que resulta em 5.373,5 m² de área total construída permitida em legislação. No entanto, nos documentos disponíveis, solicitam uma área total construída de 10.200m² / 5.760m² privativos. Devemos considerar o que rege a legislação para elaboração do projeto, correto? 2º. A taxa de ocupação máxima permitida é de 50%, que equivale a 1.074,70m², mas, nas representações de estudos da possível volumetria do prédio, é notável, visualmente que usa-se acima desta metragem, o que não podemos considerar. 3º. O recuo das laterais é h/6, solicitam 8 pavimentos + ático, considerando um pé direito básico (27/6), teremos aproximadamente 4,50m de recuo nas laterais, parte do terreno ficará com apenas 7 metros de largura útil para construção, destoando da volumetria referencial. 4°. É apontado como potencial acesso, a parte superior do terreno, com mais de 28 metros de extensão e 4,87 metros de largura, no entanto, temos duas problemáticas neste local, uma araucária situa-se naquele ponto, por isso, precisamos considerar um raio de preservação, que impede qualquer uso, paralelo a isto, também temos o mínimo de 5 metros de largura, exigido pela legislação para a inserção de uma via de acesso duplo, metragem acima do que temos, segundo levantamento topográfico.

Resposta:

Referente as dúvidas 1 a 3 : O projeto deverá seguir o que rege a legislação urbanística de Curitiba. Um dos anexos é a portaria 80, nela constam todas as informações. A interpretação da lei é responsabilidade de cada participante. Caso ainda restem dúvidas, é possível entrar em contato com o plantão técnico da Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba. Sobre a dúvida 4, o edital ou TR não propõe uso para edificação ou terreno. Cada projeto deve propor as devidas soluções arquitetônicas sempre dentro das legislações locais e nacionais vigentes.

Qual o meu número de inscrição para constar nas pranchas de apresentação do trabalho?

Resposta:

O número que deve constar nas pranchas é o mesmo recebido como código de participação no momento da inscrição. Exemplo: PA-0000